Receba nossas dicas Fale com um consultor
gestão de micro e pequenas empresas
  • Planejamento e Negócio

Gestão de micro e pequenas empresas: as prioridades, os mitos e os medos

Bemacash Totvs
Bemacash Totvs
04/06/2019
17 min e 31 seg de leitura

Ser um líder é um dos grandes desafios para quem atua como gestor de um micro ou pequeno empreendimento. Muitos empresários ainda têm medo de liderar e isso se baseia em diversos motivos. A delegação de tarefas é um aspecto bastante importante nos negócios, já que diminui a sobrecarga de atividades menos estratégicas. Contudo, existem algumas obrigações que somente quem é o responsável pela empresa deve assumir.

Quando se trata de pequenos negócios, a palavra-chave para atingir o sucesso é a organização. O gestor deve ter total controle do que paga e recebe, bem como controlar todas as informações relacionadas às vendas, aos fornecedores, aos colaboradores etc. A gestão de micro e pequenas empresas deve ser bastante cautelosa. Dessa forma, será possível se destacar no mercado e expandir sua marca.

Conforme uma pesquisa feita pelo SEBRAE, há 9 milhões de microempresas no país e isso representa 27% do PIB brasileiro. Porém, muitas delas passam por dificuldades que acabam levando ao fechamento em poucos anos. Entre as principais questões, estão a grande burocracia para conseguir crédito, a alta carga tributária e a falta de planejamento.

No entanto, com uma gestão eficiente, é possível reverter esse quadro e ser uma das empresas de sucesso no Brasil. Neste post, preparamos um guia sobre como priorizar o que é necessário na gestão de um negócio, elencando quais são os mitos e medos do empreendedor nacional. Confira agora!

Mitos da gestão de micro e pequenas empresas

Um desafio rotineiro para um gestor é fazer o negócio crescer, o que significa aumentar sua estrutura operacional, comercial e administrativa. É nesse momento que ele percebe dificuldades para fazer com que tudo trabalhe de maneira correta para gerar resultados. No entanto, mesmo que pareça ser complicado no início, promover a gestão empresarial é bem mais simples do que se imagina.

Muitos empresários deixam de acreditar no potencial do negócio e não aplicam métodos e estratégias que realmente poderiam ser o diferencial para o crescimento da empresa. Veja agora alguns mitos relacionados à gestão empresarial.

Acreditar que a gestão empresarial é complicada

Uma das grandes dificuldades em implantar a administração empresarial em uma micro ou pequena empresa é tornar esse fato complexo. Muitos empresários desconhecem termos técnicos como marketing estratégico, análise de concorrência, plano de negócio etc.

Isso acaba assustando o gestor quando ele fica preso apenas a essas metodologias, já que essa visão, em muitos casos, é bastante distante da sua realidade atual. Mas, na verdade, fazer a gestão de um negócio de modo estratégico depende muito mais da postura e das ações que ele tomar e não somente do conhecimento técnico de ferramentas de gestão.

Não controlar e não entender de contabilidade

Também existem aqueles que acreditam que não são capazes de controlar estoque, fluxo de caixa, capital, questões fiscais, entre outros. Tudo isso provoca uma grande pressão para o empresário, uma vez que ele acha que realmente isso deve ser de conhecimento prévio do gestor.

O fato é que muitos desses trabalhos podem ser terceirizados. A questão se resume em entender o que realmente está sendo feito por esses profissionais. Isso não é um grande desafio para aquele que teve coragem de abrir o seu negócio. Basta apenas encontrar as pessoas certas para delegar funções.

Achar que é difícil administrar

Crescimento empresarial significa ter um maior volume de materiais, de pessoas envolvidas, mais dinheiro ou capital de giro nos processos. É certo que administrar tudo isso não é uma questão simples. Porém, não é nada que possa atrapalhar uma boa gestão.

Com o crescimento da empresa, aquilo que era basicamente apenas comprar, produzir e vender tornou-se um pouco mais complexo. Agora existe a necessidade de realizar um bom planejamento, controle e organização para administrar de forma mais fácil. Entretanto, isso não é muito diferente do que era realizado anteriormente. Apenas começou a ser praticado em uma escala maior.

Supor que o empreendedor já “sabe de tudo”

O gestor é o responsável pelo comando e pela administração empresarial. É fundamental ficar atento às características de sua função e saber como cada atividade se desenvolve no negócio. Os atributos essenciais que ele deve ter são: autoconfiança, criatividade, coragem, proatividade e perspicácia.

Acrescentando a essas características os atributos de liderança, organização e comunicação, ele será sim um bom gestor. Basta apenas ter foco e buscar por melhorias em sua administração, aprendendo cada vez mais sobre o ramo de negócios em que atua.

Medos que todo empreendedor precisa perder

O medo na gestão de micro e pequenas empresas não deve ser um obstáculo. Não importa a maneira como você leva a sua empresa. É preciso usar esse receio como forma de impulsionamento para alavancar o negócio e conquistar o sucesso.

Com o tempo, você perceberá que esse medo pode se tornar um grande aliado na sua gestão. Veja agora como o empreendedor deve proceder para superar esse tipo de problema.

Motivação

Para determinadas pessoas, o receio de fracassar ou de ser ofuscado pelo sucesso alheio é uma das formas que cria a motivação para empreender. Esse medo pode sim ser positivo! Existe quem prefere ariscar em algo novo para não ser somente mais um no meio da multidão.

Ou seja, a insegurança e o medo podem ser partidários. Você deseja permanecer em um emprego que não lhe proporciona felicidade? Você tem receio de passar a vida realizando algo que não ama? Então, não seja somente mais um e procure inovar. Use esse medo ao seu favor, como um fator motivacional.

Lembre-se de que, se você faz o que gosta, torna-se bem mais fácil alcançar seus objetivos. O medo que você deve ter é de não estar nessa posição. Pode ser que esse temor nunca acabe, mas ele pode ser um excelente motivador para que você não continue atuando em alguma coisa que não seja positiva para a sua vida.

Dúvidas por onde começar

A maioria dos empresários apresenta boas ideias, mas não sabe por onde começar. Eles ficam bloqueados por não entenderem exatamente qual é o primeiro passo que devem dar. A questão é que esses empreendedores desejam que tudo fique perfeito e correto para, assim, se lançarem no mercado.

Contudo, muitas vezes, o que é preciso é apenas começar. Inicialmente, nada estará como o esperado, mas as coisas vão se encaixando com o tempo. Para se orientar melhor, você pode procurar por uma referência no seu segmento de atuação. Busque por uma pessoa que possa ser um espelho, conhecendo sua história e seu percurso profissional. Certamente, isso lhe dará maior coragem e ânimo para empreender.

Recursos financeiros

Ser gestor de um negócio seria ótimo se, para cada ideia ou contratempo, caísse dinheiro do céu, fosse fácil fazer um empréstimo bancário ou se fosse simples conseguir um investidor anjo.

Porém, como o setor empresarial não é o mundo dos sonhos, os empreendedores que não contam com investidores precisam começar suas atividades de qualquer forma. Mesmo que você não tenha o capital necessário inicialmente, logo você descobrirá que um processo lento e constante de crescimento pode ser uma boa opção.

No começo, realmente o lucro é quase nulo. Então, o mais recomendado é reinvestir no negócio praticamente tudo o que você ganhar. Com organização e planejamento financeiro, o empreendimento vai começar a crescer e proporcionar bons lucros. Você não pode esperar ganhar bastante dinheiro para, aí sim, investir na empresa. Tenha em mente que todo empreendedor começa pequeno.

Sucesso

Existem pessoas que têm medo do sucesso. Você pode achar isso estranho, mas é verdade. Alguns cidadãos apresentam receio por acharem que não são capazes de lidar com as demandas de execução de um negócio. Ou seja, eles têm medo de não alcançarem as expectativas pretendidas.

Tanto homens como mulheres acham que o sucesso pode causar afastamento de pessoas que eles gostam. Porém, esse medo não é real, pois o sucesso é consequência de quem trabalhou e conquistou uma posição no mercado pelo seu esforço. Estar no topo pode ser solitário, mas alguém precisa estar lá para liderar o progresso da humanidade.

Estudos sobre o negócio

Antes de se tornar um especialista em gestão de micro e pequenas empresas, é essencial fazer uma imersão no seu ramo de atuação, analisando cada questão sobre o seu funcionamento e a sua dinâmica. Dessa forma, você não se joga em uma aventura movido somente por um período de empolgação.

Prepare-se com o máximo de dados disponíveis sobre o que significa iniciar um negócio e sobre os desafios que você terá que passar. Estude livros e revistas sobre isso, dialogue com empresários mais experientes e bem-sucedidos e participe de eventos da sua área. Tudo isso proporcionará maior confiabilidade para começar seu caminho como empreendedor.

Tenha em mente que o aprendizado também é um recurso importante para conseguir alcançar o sucesso empresarial. Estude com bastante empenho as condições do mercado e os seus concorrentes. Se possível, faça um curso sobre o tema (pode ser uma graduação, uma pós ou, até mesmo, um workshop mais rápido).

Análise dos riscos

Realize simulações sobre os caminhos que o seu negócio pode percorrer, com os melhores e piores panoramas disponíveis, e pense em quais ações você optaria em cada um deles. Quanto mais se aprofundar nessa análise, mais apto você estará para dominar os desafios de empreender.

Você precisa entender qual é o risco real de colocar alguma ideia em prática antes mesmo de tomar uma decisão. Compreendendo isso, você terá segurança para decidir algo, conhecendo seus limites e evitando ocasiões problemáticas, além de diminuir o seu medo de empreender.

Caso você identifique quais são os riscos mais altos nessa fase inicial, reformule o seu plano de negócios, a fim de conseguir viabilizar o seu desejo de ser dono da sua própria empresa.

Origem do receio de empreender

Para conseguir superar o medo da gestão de micro e pequenas empresas, é preciso saber qual é a origem desse sentimento. Isso pode estar relacionado à falta de capital, de conhecimento técnico ou de administração de negócios, por exemplo.

Assim que compreender o que provocou tal receio, você pode criar algum método para acabar com ele. Por exemplo, caso você não tenha dinheiro suficiente para começar, faça uma pesquisa sobre os programas de financiamento disponíveis no mercado e analise se o seu plano de negócio está de acordo com essa nova realidade.

Clientes

Atrair usuários para a sua marca é resultado de uma atividade bem planejada. Empreender significa que você atuará em áreas como contabilidade, administração, atendimento, marketing, suporte, entre outras. É bem provável que você terá que fazer isso tudo sozinho no começo. E captar novos consumidores faz parte de toda essa organização e planejamento.

Não se esqueça de que é preciso trabalhar com vontade de entregar o melhor de si para quem utiliza seus produtos ou serviços. Todo negócio começa devagar.

As principais prioridades para a gestão de micro e pequenas empresas

Existem prioridades e atitudes que devem ser tomadas na hora de gerir uma micro e pequena empresa, a fim de aumentar a produtividade e otimizar todos os processos internos. Assim, veja a seguir alguns hábitos que devem ser inseridos na hora de administrar um negócio.

Organização

Um gestor deve administrar contas a pagar e receber, compromissos de negociação com clientes e fornecedores, e também outras tarefas institucionais. São diversas as atividades com as quais ele não pode falhar.

Sendo assim, é essencial que ele tenha uma agenda organizada, bem como seus materiais, relatórios e documentos.

Liderança

A gestão de micro e pequenas empresas não é comandar, mas sim caminhar ao lado da sua equipe, expondo as melhores decisões no ambiente laboral e partilhando os resultados pretendidos.

A liderança deve ser feita tanto ao dar o exemplo aos funcionários quanto ao delegar atividades e demonstrar confiança naqueles que atuam na empresa. Um líder eficiente compreende completamente o seu negócio, conversa com a equipe e assume riscos calculados a partir de um planejamento estratégico determinado.

Disciplina

Abrir a própria empresa não significa comandar os colaboradores enquanto fica sentado em um escritório apenas repassando ordens. Um gestor precisa, antes de liderar uma equipe, se gerenciar.

Ou seja, é fundamental entender a realidade do caixa da empresa, determinar seu pró-labore, além de ter uma visão aberta para as transações jurídicas e tributárias do seu negócio.

Boa comunicação

Contar com uma boa comunicação interpessoal e oratória são essenciais para um gestor. Essas habilidades se apresentam como um diferencial no momento de uma negociação com fornecedores e consumidores, além de auxiliar na condução de sua equipe de trabalho.

Se um empresário não se faz entender, provavelmente a equipe vai ter dúvidas em relação às atividades desempenhadas, o que pode, até mesmo, afetar os resultados de forma negativa.

Flexibilidade

Todo mundo que deseja fazer a gestão de micro e pequenas empresas deve contar um com plano de negócios eficiente para obter o sucesso. Contudo, na prática, nem tudo ocorre conforme o estipulado.

Um bom gestor é aquele que consegue lidar com acertos e erros, estando disposto a fazer correções em qualquer setor do negócio, para criar resultados melhores. Ser adaptável é estar aberto às novidades, bem como levar em conta o que sua equipe oferece de sugestões.

Equilíbrio

Um empresário deve ser justo e ter equilíbrio, especialmente quando se trata de gestão de equipes. É fundamental fazer cobranças quando for preciso, mas sempre com inteligência. A valorização do capital humano é muito importante.

Caso haja exigências, é necessário que também existam elogios e bonificações quando houver conquistas por parte de quem trabalha com você.

A importância de um sistema de gestão integrada

Apesar dos grandes ganhos para as atividades do negócio, muitos gestores ainda resistem ao uso dos meios tecnológicos. Uma das principais questões para isso é acreditarem que os custos para adquirir esses sistemas, implantar e fazer a manutenção são superiores às vantagens que eles podem proporcionar.

É por meio das análises e da verificação de informações que o uso de um sistema de gestão possibilita que micro e pequenas empresas vislumbrem, de modo claro, quais são os caminhos a tomar para o futuro da empresa.

É importante salientar que uma administração bem delimitada, estruturada e otimizada faz com que o negócio se posicione no mercado de maneira eficaz, conseguindo alcançar maiores lucros, melhores oportunidades e soluções eficientes — garantindo um diferencial competitivo.

O ERP para pequenas empresas acaba com a necessidade de que o pequeno empresário e seus funcionários percam tempo na atualização de planilhas ou no controle manual da produção, de estoques e das vendas, por exemplo. Veja a seguir as principais vantagens em utilizar um sistema de gestão integrada.

Redução de custos

A principal causa para a diminuição de custos é a automação de processos e a melhoria da gestão empresarial ao passar a utilizar as informações geradas pelo sistema. As compras de mercadorias para estoque são realizadas com fundamento no histórico de vendas de cada item, por exemplo, e margens específicas de desconto são negociadas conforme os dados de venda.

Desse modo, o sistema de gestão proporciona economia e crescimento, permite que haja uma otimização dos métodos administrativos e aperfeiçoa o empreendimento ao contar com mais recursos — os quais antes ficavam parados em estoque ou em outros setores.

Soluções flexíveis

A flexibilidade de um software de gestão relaciona-se à sua habilidade e permissibilidade para envolver novas funcionalidades sem que a pessoa necessite iniciar um extenso e difícil processo de reformulação. Ou seja, o sistema tem uma interface fixa e um núcleo com ações bem estruturadas, mas permite que outros recursos sejam inseridos conforme a necessidade do negócio.

Integração de setores

Esses benefícios são adquiridos porque as áreas da empresa são integradas, ampliando a disponibilidade de dados para a realização de cada atividade e reduzindo a necessidade de retrabalho e até de comunicação entre os setores para atividades que sejam interdependentes.

Por exemplo, o sistema de gestão integrada é capaz de unir automaticamente os setores de logística e financeiro a respeito de novos pedidos e provisionamento de cobranças toda vez que uma solicitação de vendas for executada por um vendedor dentro do programa.

Essa convergência contribui bastante para a diminuição de retrabalhos, gerando assim uma melhor continuidade para o atendimento aos clientes, além de evitar erros humanos na execução de ações durante o trabalho.

Bemacash: soluções para a gestão de micro e pequenas empresas

Para a efetiva gestão de micro e pequenas empresas, as soluções Bemacash oferecem um conjunto de equipamentos e softwares direcionados para a gestão ponta a ponta do processo de vendas. Nossa proposta principal é executar as etapas de modo mais simples e automatizado, permitindo o gerenciamento de dados por meio da Internet.

Disponibilizamos três soluções para as empresas: Maquininha Inteligente, Frente de Caixa e Gestão Financeira. Veja a seguir as vantagens e funcionalidades de cada uma delas.

Maquininha Inteligente

Essa ferramenta é capaz de controlar suas vendas, seu estoque, suas contas a pagar e receber. Ela foi a primeira a ser lançada no Brasil com todas essas funcionalidades oferecidas. Com ela, você não apenas a usa como forma de pagamento, mas também pode efetuar:

  • controle para atendimento de mesas;
  • registro e controle de vendas;
  • emissão de recibos para clientes;
  • controle de estoque;
  • fluxo de caixa;
  • conciliação de pagamentos e muito mais.

Todos os dados ficam armazenados em nuvem. É preciso apenas ter acesso à Internet. Você é capaz de visualizar relatórios e informações necessárias de qualquer lugar para a boa gestão do seu negócio. Todas essas aplicações apresentam acesso simplificado, com termos que são utilizados no seu cotidiano.

Frente de Caixa

Essa solução oferece uma experiência completa, pois, além do sistema de gestão, é possível adquirir todas as ferramentas necessárias para as operações de um ponto de venda. A única exigência para ter acesso a essa ferramenta é contar com uma conexão à Internet.

Suas funcionalidades são simples. É possível realizar cada venda somente em alguns segundos. Com o Frente de Caixa, você pode:

  • cadastrar produtos;
  • gerir seu estoque;
  • administrar pedidos;
  • ter controle de entregas;
  • fazer relatórios;
  • emitir notas fiscais.

Além de tudo isso, você ainda conta com o aplicativo Meu Bemacash, que permite o acesso aos principais dados do seu negócio por meio de um smartphone.

Gestão Financeira

Esse sistema foi desenvolvido para a gestão de micro e pequenas empresas. Ele oferece todas as funcionalidades essenciais para o gerenciamento do seu negócio. Sua organização se divide em quatro grupos: faturamento, estoque, financiamento e compras.

Com o Gestão Financeira, torna-se possível executar estratégias que melhoram o trabalho do empresário como:

  • controlar entrada e saída de mercadorias e itens do estoque;
  • monitorar os resultados da empresa;
  • organizar contas;
  • realizar o cálculo do faturamento.

A gestão do fluxo de caixa disponibiliza a integração de extratos bancários e a emissão de relatórios de finanças. Tudo isso facilita suas compras e é uma ótima solução para empresas voltadas para o varejo.

Enfim, a gestão de micro e pequenas empresas não é uma tarefa difícil. É preciso apenas perder o medo de empreender para que você consiga alcançar suas metas de forma eficiente. Para isso, não deixe de contar com o auxílio da tecnologia e aplique soluções eficazes no seu negócio.

Gostou deste post? Entre em contato conosco e veja como nossas soluções podem ajudar a sua empresa!

Powered by Rock Convert

Escrito por

Bemacash Totvs

Bemacash Totvs

Frente de Caixa
do Bemacash

A solução completa que
você precisa para vender
mais e organizar o seu
negócio

Saiba mais

Você pode se interessar também por