Receba nossas dicas Fale com um consultor
  • Marketing

Sua loja está dando lucro? Descubra com estas 4 dicas

Equipe Bemacash
Equipe Bemacash
17/10/2018
5 min e 58 seg de leitura

Normalmente, os empresários brasileiros começam um negócio sem entender muito de finanças. Eles são apaixonados pelo que fazem e, por isso, conseguem levar o negócio adiante. Contudo, eles confundem muito os conceitos relacionados à gestão do dinheiro.

É necessário saber identificar se a empresa está dando lucro ou se tem prejuízo. Afinal, nem todo recurso que entra é uma sobra em caixa.

Essa medida vai ajudá-lo a fazer o negócio prosperar e se manter competitivo no mercado. Quer saber como gerenciar melhor o seu empreendimento e aumentar a lucratividade? Acompanhe as dicas!

1. Faça um controle financeiro

Para saber se a empresa está dando lucro, é importante fazer uma avaliação sobre as finanças. A dica aqui é organizar todas as contas e inserir as informações em uma planilha ou um sistema de gestão.

Webinar Gratuito Bemacash - Tudo O Que Você Precisa Saber Sobre Notas Fiscais

Essa é uma tarefa relativamente simples, mas que exige uma atenção diária do empreendedor. É necessário inserir todos os custos do negócio, sejam eles fixos ou variáveis. Para entender melhor, os custos fixos são aqueles que ocorrem todos os meses e você consegue ter uma previsão. São eles:

  • aluguel;
  • conta de luz e água;
  • linha telefônica;
  • salários dos colaboradores;
  • encargos trabalhistas.

Os custos variáveis são aqueles que não têm uma frequência exata. Veja alguns exemplos:

  • frete;
  • bonificações;
  • reparos;
  • serviço de marketing ou propaganda.

É importante separar as duas categorias para conseguir identificar onde há maiores gastos e se algum valor pode ser cortado sem gerar um problema.

Também é importante registrar as entradas de dinheiro e a origem. A medida permitirá um cruzamento das informações e uma comparação para identificar se há mais entradas ou saídas de recursos.

[E-BOOK] Guia NF-e: conceitos, mudanças e dicas para a emissão sem erros!

Fazer esse controle manualmente pode ser um pouco complexo, principalmente para quem não tem a prática. Nesse caso, é recomendável utilizar uma ferramenta própria para o controle de vendas e gestão financeira. Uma solução integrada facilita o acompanhamento das vendas e das finanças da empresa.

2. Entenda que faturamento é diferente de lucro

O faturamento bruto é o valor de todas as vendas da empresa em um período. Por exemplo: uma lanchonete faturou R$5.000,00 no mês. Isso quer dizer que o total das notas geradas foi esse valor. Contudo, isso não representa um lucro, pois há todo o custo embutido no preço do produto vendido.

O lucro líquido, aquele que vai dizer se o negócio realmente vale a pena, corresponde ao valor faturado, à redução de impostos, dos custos fixos e variáveis. Veja:

  • Lucro líquido: faturamento – custos fixos e variáveis – impostos

O cálculo indica que você precisa ter uma margem de lucro muito boa para sobrar dinheiro em caixa após arcar com os custos totais da empresa. Caso contrário, você trabalhará apenas para pagar as contas no final do mês.

3. Saiba calcular a margem de lucro

Com o exemplo acima, você deve ter percebido que, para ter um negócio rentável, é necessário ter uma boa margem de lucro, certo? Portanto, é fundamental saber fazer os cálculos e controlar as contas para identificar esses dados corretamente.

A margem de lucro não se baseia apenas na diferença entre o preço de compra e venda. Há muitos custos envolvidos que você talvez nem perceba. Repare nas perguntas abaixo para identificar como isso é mais complexo do que você imagina:

  • Quanto você gasta mensalmente com embalagens?
  • Qual é o custo do armazenamento dos produtos em estoque?
  • Quanto custa a entrega dos itens?
  • Qual é o custo fixo mensal?

Percebeu como há muitos detalhes nessa conta? Se você se esquecer de incluir um item no cálculo, estará reduzindo a margem de lucro. Por isso, é necessário registrar diariamente as informações e fazer o acompanhamento.

Muitas vezes, o valor do produto vendido pelo fornecedor sobe de preço de um mês para o outro. Isso representará um aumento no custo e influenciará diretamente na sua margem de lucro.

Como saber se a empresa está dando lucro

Você já sabe fazer o cálculo de lucro líquido. Afinal, é preciso reduzir todos os custos do negócio (inclusive os impostos). Após fazer esse cálculo, é importante identificar a porcentagem de lucro da empresa. A fórmula é simples:

  • Lucratividade: lucro líquido/total faturado X 100

Exemplo:

  • Total faturado: R$25.000,00
  • Custos fixos, variáveis e impostos: R$15.000,00
  • Lucro líquido no mês: R$10.000,00
  • Lucratividade: 10.000/25.000 = 0,4 X 100 = 40%

Nesse caso, o percentual de lucratividade do negócio é de 40%. Caso o valor identificado fosse zero, isso mostraria que a empresa não está dando lucro. Se o número for negativo, cuidado! Isso representa um prejuízo.

É muito importante compreender que o dinheiro que entra em caixa não é lucro. Caso contrário, você poderá utilizar os recursos indevidamente e levar o negócio à falência.

4. Use fórmulas para facilitar

Uma delas é a da Margem de Contribuição (MC), que corresponde ao que sobra da receita gerada por meio da comercialização de um produto depois de retirar os gastos variáveis. Sua fórmula é:

  • MC = Valor das vendas – (custos variáveis + despesas variáveis)

Ela representa uma margem das mercadorias comercializadas que contribuirá para o negócio cobrir seus gastos fixos e lucrar.

Com essas dicas, precificar os seus produtos será mais simples e preciso. Se ficou com alguma dúvida, compartilhe nos comentários para que possamos ajudá-lo!

Existe um padrão médio de retorno considerado ideal, de acordo com o setor da empresa. No varejo, o índice de 4% já é considerado bom. No setor de serviços, a porcentagem deve ser maior, em torno de 20%. Conhecer esses números é fundamental para identificar se a empresa está na média do mercado ou se é necessário rever os preços.

Também é importante acompanhar os valores mensalmente, pois se os custos aumentarem (e você não ajustar o preço de venda), haverá uma redução na margem de lucro. Se o seu percentual for alto, por exemplo, ainda é possível esperar um pouco para reajustar os valores e manter a freguesia. Todavia, quando esse índice está próximo do limite da média do mercado, é hora de reavaliar os preços aplicados ou trocar os produtos utilizados.

Logo, é possível notar que o empreendedor precisa acompanhar de perto os custos e o faturamento para saber se o negócio está dando lucro ou se é necessário fazer ajustes. Investir em uma solução ágil e fácil de ser utilizada é a melhor estratégia para quem não tem disciplina para registrar esses dados manualmente. Só assim você terá garantia de que a empresa está gerando o resultado esperado!

4 dicas para calcular o preço dos produtos corretamente

Pronto! Agora você já sabe identificar a lucratividade do negócio. Gostou deste artigo? Então, aproveite para deixar um comentário aqui embaixo!

Powered by Rock Convert

Escrito por

Equipe Bemacash

Equipe Bemacash

Frente de Caixa
do Bemacash

A solução completa que
você precisa para vender
mais e organizar o seu
negócio

Saiba mais

Você pode se interessar também por